Práticas PHP para um melhor projeto

Muitos profissionais (não só de PHP) acham que só desenvolver basta, é aquela velha e conhecida história “Tá funcionando ? Então tá mais do que bom!”. Acontece que agora é necessário inserir uma nova funcionalidade no seu projeto. E novamente funcionou então tá mais do que bom, até que surge também  o bom e velho BUG o terror de todos os programadores e você se vê em um labirinto que parece não ter saída, e para piorar não é daqueles erros camaradas que indica a linha e o arquivo que originam o erro.

Parece bizarra a história descrita acima, porém ela é muito comum. Que programador nunca passou por isso? E muitas vezes a culpa não é somente dele. Contudo existem formas para minimizar esses acontecimentos, vamos algumas dicas simples:

  • Prefira sempre desenvolver MVC: Isso torna o seu código mais organizado e fácil de manter, imagine que você tem um cadastro de usuários e algo está saindo errado, opa eu sei onde é o problema só pode estar relacionado ao userController (e eu sequer sou vidente).
  • Orientação a Objetos: Se for possível utilize OO (caso não seja pelo menos desenvolva seu código o mais modular possível), dê preferência a composição ao invés de heranças e utilize cuidadosamente os padrões de projeto.
  • Documente seu código: Muitas pessoas dizem que isso é chato, mas acredite: pode ser muito útil não só a você mas à sua equipe também. Tente lembrar o que uma classe ou função faz passados 3 meses sem mexer no código e você entenderá do que estou falando.
  • Faça testes de unidade: Teste de unidades são simples de fazer e executar, melhor de tudo isso é o fato deles prevenirem bugs, inclusive desses que relatei logo no início que não são bugs de sintaxe e sim de regras de negócio.
  • Mantenha um padrão desenvolvimento: Isso é ótimo quando se está trabalhando em equipe. Todos saberão de que se tratam as pastas, arquivos. Tornando ainda mais fácil a identificação de um possível problema.

Essas dicas podem até não eliminar todos os problemas enfrentados em um dia-a-dia do desenvolvimento, porém reduz o número de bugs consideravelmente e também facilita a localização de possíveis bugs.

Bom, sei que o texto não ficou lá muito técnico, o assunto é extenso requer muitos detalhes. Eu quero agradecer ao amigo por me ceder esse espaço, forte abraço a todos.


Não quer perder o próximo post? Cadastre seu e-mail e você receberá um aviso sempre que sair coisa nova :)

Comentários