post-herdeiro-imperio

Resenha: Star Wars – Herdeiro do Império (Trilogia Thrawn | vol. 1)

Luke, Han e Leia enfrentam uma nova ameaça. Cinco anos após a destruição da Estrela da Morte, a ainda frágil República luta para restabelecer o controle político e curar as feridas deixadas pela guerra que assolou a galáxia. O Império, porém, parece não ter morrido com Darth Vader e o imperador. Habitando os confins da galáxia, o grão-almirante Thrawn, gênio militar por trás de diversas ações imperiais, ainda luta para reconquistar o poder perdido. A bordo do destroier estelar Quimera, ele descobre segredos que lhe darão a chance de destruir definitivamente o que restou da Aliança Rebelde, para assim retomar o domínio da galáxia e controlar os últimos dos Jedis.

Em 1989, portanto muito tempo antes da estreia do episódio I, Timothy Zahn foi convidado para escrever três livros em continuação da história narrada na trilogia clássica. Em Maio de 1991 chegava às lojas o primeiro livro da trilogia Thrawn, nome do vilão da série.

zahn
Timothy Zahn e a nova edição brasileira do livro

 

Fiz uma pequena introdução, mas se você já conhece Star Wars pode pular direto para a parte do livro.

Star Wars: Universo original e Universo expandido

Antes de falar do livro vale uma explicação: embora os filmes originais contenham a história de Luke Skywalker, seu treinamento e etc. existem inúmeras obras em todas as mídias possíveis contando o que aconteceu naquele universo tanto muito antes quanto muito depois. Com a febre Star Wars voltando com tudo para a estreia do novo episódio em Dezembro é a hora de falar de uma das minhas obras favoritas. Com tanta coisa em tantos lugares eu recomendo que você veja…

Os filmes antes de mais nada

Os personagens principais dos 6 filmes
Os personagens principais dos 6 filmes

Não tenha dúvida: veja os filmes antes de qualquer outra coisa. Conhecer a história original vai dar base até para os jogos. O problema é qual trilogia encarar primeiro. O meu conselho é ver a trilogia clássica antes da nova, ou seja, ver os episódios IV, V e VI antes do I, II e III. Primeiro porque a trilogia nova não é excelente, assistir a ela primeiro pode te desanimar a ver o que realmente interessa, e assim você assiste na ordem em que as obras foram lançadas. Ah, antes que eu esqueça: o episódio IV é lento assim mesmo, o V (meu favorito, O Império Contra-ataca) tem ritmo, ação, fotografia, tudo muito superior.

Sobre o livro

Zahn captou muito bem o espírito dos personagens e fez uma análise madura da situação final d’O Retorno de Jedi. Obviamente a morte do imperador não iria extinguir todo o Império e seus simpatizantes e, por isso, temos um vilão militar dando continuidade àquela história. Vilão, aliás, que é muito bom e faz um contraponto perfeito com Darth Vader, personagem mais conhecido dos filmes. Diferente de Vader, Thrawn é um estrategista militar frio, calculista e sem nenhum rompante de fúria, matando bem menos oficiais que o pai de Luke.

Uma ideia de como seria um grão-almirante de pele azulada e olhos vermelhos.
Uma ideia de como seria um grão-almirante de pele azulada e olhos vermelhos.

Luke volta inseguro por seu treinamento ter finalmente terminado, com a responsabilidade de passar adiante o que aprendeu. Leia, que tem parte pequena e pouco empolgante na história, está grávida de gêmeos e fazendo o treinamento jedi com Luke. Han aparece mais e faz diferença na história, tanto com diálogos típicos do ex-contrabandista quanto nas partes de ação, pilotando sua Millenium Falcon.

Como novidade, além do vilão, temos mais dois personagens interessantes: Talon Karrde, sendo mais ou menos o que Han Solo foi no começo do episódio IV e Mara Jade, personagem tão poderosa quanto misteriosa, que tem seus segredos revelados somente perto do final. Há também uma trama política interessante, tanto nos objetivos imperiais quanto nos conflitos internos do novo governo. É neste aspecto que se baseia o fim do livro, deixando um cliffhanger para o segundo, Ascensão da Força Sombria.

Nota: 9,5

Edições: Aleph (2014) x Best Seller (1991)

Alternei entre a versão física da Aleph e um epub da versão antiga, da Best Seller, que aliás tinha outro nome, com Herdeiros do Império, no plural. Posso dizer que a versão da Aleph vale muito a pena, a tradução é infinitamente superior. Comprei a minha pela Estante Virtual, mas os preços não variam muito nas outras lojas.

Star Wars: Kenobi

Star Wars: Kenobi - Nota: 9
Star Wars: Kenobi – Nota: 9

Aproveito aqui para indicar também o Star Wars: Kenobi de John Jackson Miller, que também saiu pela Aleph, e conta a história de Obi Wan depois do episódio III e antes do episódio IV, isto é, no intervalo entre as duas trilogias, durante seu exílio em Tatooine. Um livro excelente, que vale muito a pena. Leitura leve e história muito empolgante, que também captou com perfeição o espírito do personagem, pode ler que você não vai se arrepender.

Compre e ajude o Melancia

Compre os livros pelo link do Melancia na Cabeça e ajude o site (e não pague nada a mais por isso):


Não quer perder o próximo post? Cadastre seu e-mail e você receberá um aviso sempre que sair coisa nova :)

Comentários