Diminuir taxa de rejeição com conteúdo relacionado no Drupal

A taxa de rejeição de um site é a porcentagem de visitas a uma única página. O usuário entra e simplesmente vai embora. Parece sinal de que seu conteúdo é fraco? Nem sempre.

Para manter o usuário navegando no seu site é preciso mostrar pra ele caminhos que ele possa seguir e mostrar caminhos na web é exibir links. Não pode ser qualquer link, mas links que aquele usuário se interessaria em visitar, ou seja, conteúdos relacionados ao que ele está visualizando.

No drupal existe um módulo que se encarrega de mostrar os conteúdos relacionados usando como referência as tags que você mesmo atribuiu: o Similar Terms. É só instalá-lo e colocar seu bloco no lugar e está feito.

No caso do Melancia na Cabeça foi diferente, o bloco não ficou legal então resolvi editando o node.tpl.php. Inseri um código assim:
<?php if (!$teaser):        
$conteudo_relacionado = similarterms_block('view');
if ($conteudo_relacionado['content']) {
print '<div class="similar-terms"><h3>Veja também:</h3>'.$conteudo_relacionado['content']."</div>";
}
endif; ?>

E o resultado você vê em qualquer um dos posts.

Não confunda CIO, CEO e SEO

Pra começar: o CIO do título não tem nada a ver com cachorro (rá, achou que você era engraçado né?).

Estão entrando pra lista de palavras faladas de um jeito “alternativo” três daquelas que fazem parte do nosso mundinho: CIO, CEO e SEO.

CIO (quando for ler alto não pague mico, fale “ci-ái-ou”) são as iniciais de Chief Information Officer alguma coisa como Diretor de Tecnlogia da Informação. Esta não representa muito perigo porque quase não é usada aqui nas nossas bandas, só entrou no post pra fazer o trocadilho do primeiro parágrafo mesmo.

Se CIO não é muito usada ainda, por outro lado o uso da sigla SEO vem crescendo assustadoramente. SEO (Search Engine Optimization – espero que você esteja lendo baixinho – fale “éss-i-ou” quando for ler alto) é a otimização pra busca, mas vem sendo pronunciada – e muitas vezes escrita – como CEO (Chief Executiver Officer – “ci-i-ou”) que é o diretor executivo da empresa.

Existem traduções razoáveis pra todas estas siglas, mas já que vamos tomar emprestada a língua dos outros fica aí a dica pra não dar mancada.

Dica CSS rápida para centralizar horizontalmente o layout

Post para alavancar minhas visitas. Sei que vai ter um montão de gente batendo aqui procurando por isso (liga risada maléfica)Muahuahua(desliga risada maléfica).

Uma das dúvidas mais populares de quem está começando a mexer com html e css é como centralizar seu layout. Existem muitas formas de fazer isso – algumas boas e outras nem tanto.

Começo pela melhor (a que eu uso e passo para quem trabalha comigo):

Width 100% no HTML body + margin 0 auto e clear both na div que envolve todo mundo

fica assim:

HTML, body {
width: 100%;
}
div#geral {
clear: both;
margin: 0 auto;
width: 775px; /* Não esqueça desse tamanho aqui */
}

A largura obviamente varia conforme a sua necessidade.

outra boa também é:

text-align no body e na div que envolve todo mundo

o código:

body {
text-align: center; /* Isso aqui é pro IE*/
}
div#geral {
margin: 0 auto;
text-align: left;
}

Uma que não recomendo usar, mas que tem um conceito útil para outras coisas é:

Position absolute com margin negativa da metade

Uma breve explicação: você coloca o layout começando no meio e “volta” com ele a metade do seu tamanho para que ele fique centralizado. Para layouts com largura de 770px, por exemplo, deve-se dar uma margem negativa de 385px.

O código:

div#geral {
position: absolute;
top:0;
left: 50%;
margin-left: -385px;
}

O princípio para centralizar verticalmente é o mesmo – 50% no top e “volta” com o layout pra cima com margin-top negativa, mas será que alguém ainda centraliza layout verticalmente?

Uma observação: onde tem div#geral você substitui com div#<id_da_div_que_envolve_tudo>.

Reli e faltou uma: a tag center. Simplesmente finja que não existe. É melhor.

Abraços!

“Uótaréu iz RSS” ou “Que botãozinho laranja é esse?”

Ícone RSSImagina o que seria possível se todas as pessoas que atualizassem seus sites disponibilizassem seus conteúdos da mesma forma. Um arquivo que todo mundo pudesse ler da mesma forma, sei lá. Imagina se fizessem alguma coisa que ficasse olhando esse arquivo pra você e te avisasse quando o arquivo foi modificado. Imagina se isso tudo não fosse imaginação.

Primeiro parágrafo meio “rá”, mas um pouco de estilo às vezes é preciso. Tinha escrito um post inteiro falando sobre RSS e vi que não tinha dito coisa nenhuma, então estou reescrevendo.

O que queria dizer é que o tipo de arquivo que todo mundo usaria já existe e que já existem ferramentas que ficam “vigiando” esse arquivo pra você, como o Google Reader. O mais impressionante é como essa tecnologia é simples e não é usada!

Um exemplo do uso dos feeds RSS é acompanhar o meu blogs, sites de notícia, piada, receitas, qualquer coisa. Há tempos venho lendo as tirinhas do Dr.Pepper nos blogs que leio (através dos feeds) e hoje achei o feed do próprio DrPepper!

É bom, é fácil, é mais rápido e mais inteligente. Se você usa um navegador decente fica mais fácil ainda – é só clicar no ícone laranja do lado do endereço.

Não foi um post tão esclarecedor quanto eu gostaria, mas quem não entendeu alguma coisa paciência… Assina meu feed e espera por alguma coisa melhor.

Nova campanha da Hortifruti

Depois dos filmes com frutinhas (sem trocadilho) a Hortifruti lança uma nova campanha publicitária: o Hortitube. Você envia um vídeo pelo youtube e pode ganhar uns prêmios bacanas. Ia colocar aqui uma imagem com o logo da campanha pra fazer uma linha mais profissional, mas como o topo é em flash então deixei pra lá.

Pra quem estiver se perguntando porque estou postando isso aqui é só ver a lista de estrelas da campanha para entender e se alguém fizer alguma graça com “melancia na cabeça” pode apostar que tiraram a idéia daqui.

Abraços e até o próximo post.

Módulos Drupal essenciais

Pensei um bocado mas não consegui chegar ao meu primeiro post inteligente nem em uma boa comparação entre sites e locomotivas como meu amigo Victor do Design Labs. Na falta do que dizer atualizo então meu imenso modesto público com o que fiz no blog até agora.

Quem usa Drupal sabe que tem módulos que não vem na configuração original mas que são essenciais para a decência de um blog. Segue a lista dos que eu utilizei:

Feedburner
módulo para a substituição do RSS padrão do Drupal pelo endereço fornecido pela Feedburner (ferramenta para análise de acessos ao Feed do site)
Google Analytics
incluir a tag do Google Analytics no tema é o mais intuitivo, mas com esse módulo temos maior controle de onde ele aparecerá, além da opção de analisar por perfis do drupal, adicionar parâmetros de segmentação, etc.
TinyMCE FCKeditor + IMCE
dobradinha ideal para editar conteúdo sem dores de cabeça. Enquanto o primeiro cuida da edição do texto o segundo fica com o upload fácil de imagens. É bem fácil instalar tanto um quanto outro, pro primeiro você vai ter que baixar o javascript e colocar na pasta certa, mas é o processo é bem tranquilo. O FCKeditor resolveu todos os problemas que eu tinha com o TinyMCE, possibilitando escolher em quais textareas que eu queria wysiwyg entre outras coisas. O IMCE uso desde o começo e nunca me deu problema.
Token e Pathauto
o primeiro só veio porque é requisito pro segundo. O Pathauto faz nada mais nada menos que url amigáveis de graça para você. Se o título do seu conteúdo é “Popeye foi a feira” o pathauto sugere uma url como “popeye-foi-a-feira” o que é ótimo para buscadores. Para completar ele traz facilidades como inserção do tipo de conteúdo na url, substituição de caracteres, etc.
Views
campeão para muitas coisas este módulo (que traz alguns outros módulos junto com ele) serve para fazer… visualizações. Montar listas de conteúdo que seguem determinados parâmetros, categorizações, arquivos é a função deste módulo.
XML Sitemap
ainda na versão beta este módulo faz pra você um sitemap que pode ser enviado para a Google, através do Google Webmasters Tools o que agiliza a indexação do seu site.
Global Redirect
Verifica se a página solicitada tem alguma url mais amigável e aplica um redirect 301 se for o caso
Meta tags
Adiciona campos para a inclusão de meta tags no formulário de edição do node
Poormanscron
facilita a chamada ao cron. Com ele não é preciso configurar o servidor, ele mesmo vê se está na hora de chamá-la (o intervalo é configurável) e faz isso pra você
Scheduler
agenda a (des)publicação dos nodes. Ideal para aqueles que escrevem o artigo num dia mas querem que ele seja publicado só depois
Similar By Terms
é o “Veja Também”. Ajuda a manter o usuário navegando no seu blog, indo de um artigo para outro que esteja relacionado. Usa o taxonomy com base
Trackback
achei que fosse ser mais útil. Até agora não recebi nenhum trackback que valesse a pena. Em compensação enviei alguns e ele funciona direitinho

Além disso usei o Trigger (esse é padrão) para saber, por e-mail, quando chegou comentário novo.

Por enquanto é isso gente. Espero que este post seja útil e traga mais visitantes para essa nova casa!

Abraços e comentem!

ps.: No dia 9 de Abril 8 de Julho eu dei uma atualizada neste post.