Categorias
Cultura Resenhas

“Os Homens que Não Amavam as Mulheres” – Millenium 1

Há um tempo ouvi falar de uma trilogia que ainda não havia sido lançada no Brasil, mas que estava fazendo sucesso lá fora. The Girl with the Dragon Tattoo era o nome do primeiro livro da trilogia Millenium de Stieg Larsson, que cogitei comprar em inglês mesmo, mas acabei desistindo. Ia esperar sair a versão traduzida e acabei esquecendo. Depois de um tempo comprei o livro em português cujo título é Os Homens que Não Amavam as Mulheres (uma tradução mais próxima do nome original em sueco). Descobri um dos melhores romances policiais que já li.

Categorias
Comportamento Resenhas

“De Volta para Casa” de John Grogan

No dia 5 de Agosto decidi participar da promoção de dia dos pais do @oleitorvoraz, no dia 10 saiu o resultado e o livro “De Volta Para Casa” era meu. Aliás, meu não, do meu pai. O livro chegou e ele fez questão que eu colocasse como dedicatória o que eu havia escrito na promoção, que tinha emocionado até o pessoal do leitor voraz. Fiz o que ele pediu, entreguei o livro e sinceramente achei que ele nem ia ler. “É um livro de historinha”, pensei, “não faz o estilo do coroa”. Dias depois ele me avisou que estava lendo o livro, mais alguns dias disse que estava gostando muito e depois de mais um tempo ele tinha terminado. Tinha até chorado no ônibus. Peraí, chorado no ônibus?! Era isso mesmo…

Categorias
Comportamento

Soneto da desculpa esfarrapada

Desta vez escrevo um post em verso
Não para tomar o caminho inverso
Só queria voltar com algo diferente
Algo que fosse assim irreverente

Se o leitor me argue porque sou perverso
Porque sumi deste nosso universo
Digo: – De assunto estava carente
Não servia MJ nem gente doente

Categorias
Internet

Schadenfreude, Pica-pau e VDM

Sabe quando você vem caminhando pela rua, vê um cidadão tropeçando, caindo e você sente vontade de rir? Isto é Schadenfreude. Schadenfreude, leia-se algo como “châdenfrróid”, é o prazer na desgraça alheia. O sentimento é amplamente explorado, por exemplo, em tirinhas e desenhos animados, aliás acho que o pica-pau foi o mestre do schadenfreude.

Categorias
Comportamento

Suzana Vieira, Peter Lindbergh e a beleza irreal

Algumas transformações de comportamento evoluem ao ponto de chegar ao absurdo e depois vão involuindo para se adequar à realidade. A supervalorização da beleza parece ser uma delas.

O Ruy Castro, comentarista na BandNews FM, falou sobre uma espécie de protesto lançado pelo fotógrafo Peter Lindbergh: a revista Elle, na França, lançou na edição de Abril várias capas com famosas (Monica Belucci inclusive) sem maquiagem.

Revista Elle francesa - Eva Herzigova e Monica BelucciCapas da Elle – Herzigova e Belucci por Peter Lindbergh – sem maquiagem

Vendo uma notícia dessas como não lembrar de Suzana Vieira?

Empatia e o Mundo Ideal

O mundo ideal é baseado puramente em empatia.

Colocar-se no lugar do outro é a base de um mundo onde ninguém se aborrece, afinal ninguém faria cobrança nenhuma que não gostaria de receber e, por outro lado, ninguém frustraria as expectativas de ninguém por não querer se frustrar.

O fato é que existem diferentes pesos e medidas nessa balança. Adquirimos este desequilíbrio ao longo da vida, mas existem algumas maneiras de conseguirmos uma estabilidade razoável.

A primeira delas, e possivelmente a mais difícil, é procurarmos em nós mesmos. Podemos exercitar a nossa mente e buscar dentro de nós (pura maiêutica, eu sei) respostas que nos levem ao bom senso. O problema é que muitas vezes o que encontramos é uma versão deturpada de bom senso e nos colocamos no lugar do outro de uma forma pouco sincera.

Categorias
Internet

O bom uso do e-mail

Viveríamos num mundo muito melhor se todo mundo se preocupasse mais em como os outros são afetados pelas suas atitudes. Coisas pequenas fazem muita diferença quando feitas diversas vezes, afinal nosso dia-a-dia é formado por pequenos gestos que, juntos, formam atos maiores.

Com a popularização da internet veio também o correio eletrônico. E é sobre cada e-mail, cada pequeno gesto de apertar o botão enviar, que falarei hoje. É importante percebermos que, por toda a maturidade do e-mail na internet, esta é uma das ferramentas que muitos usam profissionalmente, ou seja, estamos mexendo com a rotina de trabalho de algumas pessoas.

Analisando superficialmente reconhecemos que o e-mail é formado pelo endereço de quem envia, o assunto, os e-mails relacionados nos campos “para”, “cc”, “cco”, os anexos e o corpo da mensagem.

Categorias
Comportamento

Música Clássica, Música Erudita e um pouco de orquestras

Como muitos sabem, entre uma das coisas que eu já fiz na vida está tocar violino. Com isso pude conhecer o universo das orquestras e da música erudita e esse artigo é para esclarecer um pouco desse mundinho pra vocês.

O primeiro ponto é o nome errado. Música clássica existe, mas nem toda música de concerto é clássica. Explico: a música, assim como a pintura, literatura e artes em geral é dividida em fases, etapas com características próprias. Mas Elia, música clássica é música clássica, com violino e aqueles outros instrumentos, não é não? Não. Aleluia, aquela mesma que toca quando acontece alguma coisa que demorou um tempão pra acontecer, não é música clássica, é música barroca. Mozart sim é clássico. Beethoven não é clássico, é e romantico. Portanto quando for falar de música de concerto chame ou de música erudita ou de música de concerto, porque a música pode ou não ser clássica.

Entre Marcelo Tas e Diogo Mainardi quem ganha é o Twitter

Já não me lembro mais como descobri o twitter do Diogo Mainardi, colunista da revista Veja, mas lembro de ter descoberto logo de cara que não era ele. Pelo menos era uma pessoa que ele tinha autorizado, então resolvi segui-lo só pra saber quando tinha podcast novo no ar.

O Marcelo Tas eu sigo desde sempre, afinal quem é brasileiro tem que seguir o cara pelo menos no começo. Gosto do programa dele na Band, acho que misturar humor com crítica social acelera um pouco a conscientização do povo. Um pouco de filosofia de botequim, mas é uma coisa pra se refletir. Além disso o cara me ensinou que “Porque sim não é resposta”.

Tiradentes e São Jorge, mas e Cabral?

Na próxima quinta-feira, graças a uma lei antes municipal e agora estadual, será feriado no Rio de Janeiro. Dia de São Jorge sabia? São Jorge, grande herói nacional… Não, não… Segundo a wikipedia São Jorge é o santo patrono extra-oficial do Rio de Janeiro. No dia que faltar São Sebastião fica São Jorge no lugar, pelo que eu entendi.