Categorias
Cultura Resenhas

“A Rainha do Castelo de Ar” – Millennium 3

Falei do “Os Homens que Não Amavam as Mulheres” e do “A Menina que Brincava com Fogo”, os primeiros filmes da série Millenium, e agora encerro essa série de posts com o último livro da saga: “A Rainha do Castelo de Ar”.

Categorias
Cultura Resenhas

“A Menina que Brincava com Fogo” – Millennium 2

Há mais ou menos duas semanas contei pra vocês as minhas impressões sobre o primeiro livro da trilogia Millenium do Stieg Larsson, “Os Homens que Não Amavam as Mulheres”. Depois de terminar de lê-lo comprei os outros dois livros, “A Menina que Brincava com Fogo” e “A Rainha do Castelo de Ar”. Terminei de ler o “A Menina que Brincava com Fogo” ontem e aproveito para contar pra vocês um pouco sobre este segundo livro.

A sinopse do livro na saraiva.com.br:

Categorias
Cultura Resenhas

“Os Homens que Não Amavam as Mulheres” – Millenium 1

Há um tempo ouvi falar de uma trilogia que ainda não havia sido lançada no Brasil, mas que estava fazendo sucesso lá fora. The Girl with the Dragon Tattoo era o nome do primeiro livro da trilogia Millenium de Stieg Larsson, que cogitei comprar em inglês mesmo, mas acabei desistindo. Ia esperar sair a versão traduzida e acabei esquecendo. Depois de um tempo comprei o livro em português cujo título é Os Homens que Não Amavam as Mulheres (uma tradução mais próxima do nome original em sueco). Descobri um dos melhores romances policiais que já li.

Por que ter um twitter?

Este post não é para os meus três fiéis leitores, é para os amigos dos meus fiéis leitores.

No mês de março o twitter cresceu 96,8% aqui no Brasil, segundo o IBOPE. Não era pra menos, afinal pra todo lugar que você olha tem alguma notícia sobre o assunto. É script pra ter mais seguidor causando polêmica aqui, o @marcelotas fazendo twitt pago lá, vírus e etc. Mas por que ter um twitter afinal de contas? Por que a gente tem esse negócio?

Por que ter medo do twitter se tornar um segundo orkut?

Um primeiro pensamento é aquele que a superpopulação do twitter traria ainda mais gente que responderia ao pé da letra o que está fazendo. Twitts como “estou bebendo um suco”, “estou pegando fulana” vão ser mais numerosos, mas pense bem. Você não precisa seguir quem faz isso, então por que ter medo?

Notícias pros leitores e a internet sem fio no Dona Marta

Faz algum tempo que quero escrever, mas acabo desistindo do tema pra manter uma certa linha de raciocínio no blog. Tenho, então, duas notícias pra vocês – uma boa e outra ruim:

  1. A boa é que, provavelmente, teremos mais posts daqui em diante;
  2. A ruim é que vou descer um pouco o meu critério do que postar ou não.

O governo do Estado instalou no Dona Marta (favela aqui do Rio de Janeiro) antenas que fornecerão, de graça, internet para os moradores.

Louvável alguns diriam e é até a impressão que a matéria do RJTV passa, mas [profeta mode=on] nem tudo serão flores [mode=off]. Eu sei que a primeira reação seria achar que eu simplesmente não gosto do pessoal que mora nas favelas, achar que eu sou um preconceituoso e etc. mas não é isso. O fato é que as coisas não se encaixam nesse caso.

INSCREVA-SE!

Quer receber novos posts por e-mail? Inscreva-se na newsletter!