Categorias
Internet

Na internet nada se cria, tudo se copia – que pena

Voltei a tentar ler meus feeds no Google Reader. Invariavelmente vou direto numa tag de nome “Humor”, onde estão os blogs de tirinhas e de posts engraçados, só pra relaxar um pouco a minha mente,  mas uma coisa me espantou – sim, eu sei que sou garoto por ficar espantado com isso – vários posts repetidos em blogs diferentes. Não eram poucos não, minha gente, eram vários.

Voltei a tentar ler meus feeds no Google Reader. Invariavelmente vou direto numa tag de nome “Humor”, onde estão os blogs de tirinhas e de posts engraçados, só pra relaxar um pouco a minha mente,  mas uma coisa me espantou – sim, eu sei que sou garoto por ficar espantado com isso – vários posts repetidos em blogs diferentes. Não eram poucos não, minha gente, eram vários.

Antes de criar este blog eu tinha dúvidas de como sustentá-lo. Não queria ser só mais um, queria ter uma coisa diferente e fazer um blog diferente é bem difícil (não consegui até hoje), mas alguém me contou uma teoria interessante: a dos açougues na mesma rua. Calma que eu explico: falei que queria fazer um blog de desenvolvimento, mas já existiam vários então achava que tudo ficava meio sem propósito e alguém me disse “Mas agora não podem ter dois açougues na mesma rua?”. Depois disso decidi tentar.

O blog não é de desenvolvimento, ou pelo menos não só disso, mas eu tento criar alguma coisa que você não vai ver em nenhum outro lugar. Uma opinião – a minha – sobre fatos do cotidiano, uma ou outra visão engraçada, mas tudo original. Pode não ser bom – nem engraçado, admito -, mas é original.

Se na internet nada se cria tudo se copia estou no lugar errado. Parodiando o Leão Lobo (a que ponto chegamos): Originalidade já.

INSCREVA-SE!

Quer receber novos posts por e-mail? Inscreva-se na newsletter!