Melancia na Cabeça – Um blog que chama sua atenção

Se eu pudesse mandar uma mensagem sobre o Melancia na Cabeça pra mim mesmo no passado seria: Manter um blog não é tão fácil quanto parece. Se no começo você tem um milhão de ideias depois você vê que nem tudo funciona tão bem assim e os assuntos não são tantos quanto você imagina. Por aqui eu vi que comecei errado, tentei acertar e agora acho que me encontrei. Tem artigo novo toda terça-feira (ou segunda ou quarta, às vezes tem na quinta…), mas você pode ficar sabendo das atualizações assinando por e-mail na caixinha aí do lado esquerdo, assinando o feed ou me seguindo no twitter (aviso lá quando posto). Sinta-se a vontade também para sugerir temas, criticar ou falar qualquer coisa comigo através do formulário de contato.

Os blogs atuais, desses famosos (não aqueles em que o blogueiro fala só da própria vida), foram considerados como ameaça por alguns jornalistas mais tradicionais, mas não é verdade. A diferença entre os blogs e os jornais é opinião. Se o jornal tem que ser imparcial o blog deve ser completamente o oposto.

Na imprensa tradicional existe um espaço que lembra os blogs: as colunas que levam o nome do autor. A do Diogo Mainardi na Veja é um bom exemplo. Tem informação é claro, mas tem sobretudo a opinião dele. Se você concorda ou não é outro problema, mas ali não é a Veja, é o Mainardi.

O Melancia é parecido com uma coluna, só que sem revista.

Essa não é a primeira versão dessa página, mas ainda dá pra ler a antiga descrição do Melancia.


Aceito também novos colaboradores, se você acha que escreve bem ou quer fazer alguma parceria fala comigo.