O conceito de estratégia e os transportes públicos

O conceito de estratégia, em grego “strategía”, em latim “estrategia”… Cap. Nascimento em Tropa de Elite.

Estratégia. É disso que você precisa para não ser xingado no ônibus, no metrô, na barca ou no trem. Se você é newbie nos transportes (principalmente aqui no Rio) siga essa lista:

  • Se for andar de metrô descubra onde a porta abre. Essa vale ouro, principalmente na linha 2. Se você estiver do lado esquerdo e for descer em uma estação onde a porta abre do lado direito já sabe que não vai descer. Rolou comigo: precisei esperar umas 6 estações pra poder descer e voltar pra estação que eu queria ir.
  • Fique esperto na janela. Falar no celular com a janela aberta do lado direito do ônibus na Av. Pres. Vargas é pedir pra ser assaltado. Pedir não, suplicar. Idem para o banco que dá de frente para a porta de saída. As sementinhas do mal pulam dentro do ônibus, catam teu celular e você só vai poder (1) ficar com cara de ué e (2) começar a gritar histericamente “ladrão!”. Nenhuma das duas opções traz retorno.
  • Durma direitinho. Nada de ficar de um jeito que você pode babar no ombro do amiguinho do lado ou ficar com aquela bocona aberta suplicando pra um mosquito te sacanear. Outra coisa importante: nada de perder o ponto, hein.
    Cara dormindo no ônibusEm níveis avançados você pode até desenvolver novas técnicas.
  • Prepare-se para sair do transporte. Está chegando no ponto? Vai guardando suas coisinhas, segurando a mochilinha e você não vai precisar atropelar ninguém. Não existe nada mais chato que os apressados que estavam no meio do vagão do metrô e querem sair antes de todo mundo.
  • Malemolência na saculejada. Isso não se aprende de uma hora pra outra. Somente usuários pro dos transportes sabem como não parecer um boneco e quase cair em cima de outra pessoa quando o ônibus passa na Rodrigues Alves toda esburacada. Segurar sempre um dos ferros (sem trocadilhos, por favor) é importante, principalmente quando você não conhece o caminho.
  • Meta medo. A violência não está mole, portanto esteja (pelo menos aparentemente) do lado de lá da fronteira. Cara de mau mesmo, 06. Se for mulher aparente ser barraqueira. Nenhum bandido curte gritaria durante o assalto.
  • Esqueça o conceito de fila. Parece politicamente incorreto, mas não é. Se existe alguma aglomeração para entrar em um lugar acredite, não é fila. Empurre com jeitinho para não machucar ninguém mas vá sempre em frente.
Tropa de Elite - Cena da bandoleiraQuando for andar de ônibus não esqueça a bandoleira.

Um dia isso muda e você não vai precisar se preocupar com nada disso. Tem até dia marcado: o dia que o Cristo Redentor colocar o braço na cintura e perguntar “Como é que é?”.


Não quer perder o próximo post? Cadastre seu e-mail e você receberá um aviso sempre que sair coisa nova :)

Comentários

  • Alice

    Infelizmente essa é uma realidade que não só cariocas, mas todos os brasileiros estão enfrentando. O governo parece não se importar com as necessidades do povo, buscam eventos para eternizar o seu mandato.
    Esse é o Brasil que conhecemos!

    “Cada um por si, e todos por um!”, espero que um dia isso seja diferente.

    ASF

  • Carlos Eduardo

    Oi!
    Vim por indicação da minha amiga aí de cima (Alice). Gostei do blog.
    Com relação ao post, isso é tudo verdade! Eu não aguento mais o carlor infernal do metrô!
    Mas pode crer, em São Paulo é pior. Não queira conhecer o trânsito e o metrô.
    É o puro Inferno!
    Vlw!

    • Elia

      Que bom que gostou Carlos Eduardo, seja bem-vindo! Conheci o trânsito das marginais, realmente insuportável, mas nunca precisei ficar em São Paulo tempo suficiente pra enlouquecer com o trânsito de lá.
      Abraços!

  • Lyscia

    ADOREI o post. To morrendo de rir, mas só p/ não chorar. Td verdade. Transporte público é uma bosta.

    • Elia

      Vai melhorar, é só esperar. Uns 150 anos…